2 de janeiro de 2010

Eis um novo tempo

Eis o novo, eis o retinente som da expectativa!
Eis o possível, o incerto, o incrível, o indefinível.
Eis o histórico produto do antes, da esperança, da força, da beleza, da tristeza, da tragédia e da redenção.
Um segundo mais distante do porvir, incontáveis milhões de anos do início.
Um novo tempo que vem, que virá, que já foi.
Desejo um ano radiante a todos!
Vivamos à altura do sonho!

Nenhum comentário:

Vil Homem Simples


"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai."(João 1,v. 14)
Sempre existiu algo intangível na Palavra. Mas isso já foi quebrado.