24 de fevereiro de 2006

Lógica da lógica

Creio que um hábito saudável que mantenho é o de manter à mão uma caderneta, em que anoto minhas incursões no mundo das idéias. O texto à frente, de minha autoria, foi retirado destas andanças introspectivas e foi escrito em 08/03/05.

"Às vezes, minhas melhores idéias, ou melhor, as melhores idéias vêm quando estou tomando banho. Uma delas foi uma definição poética para a lógica:

"Lógica é o passo seguinte."

Isso porque o pensamento é a tal caminhada, mais do que o caminho. É construir, mais do que a construção.
Cada etapa lógica do pensamento leva a outra posterior, que leva a outra, etc. sendo sempre lógico que a sucessão seja algo lógico. A lógica na própria lógica, como prova de sua lógica.
Lógico? Lógico!"




4 comentários:

Bianca disse...

Lógico!

"(...)o pensamento é a tal caminhada, mais do que o caminho"
Carpe Diem!

Henry Wallon disse o seguinte:
"A razão nasce da emoção e vive de sua morte".

Filosofia é lógica purinha, talvez seja por isso que às vezes prefiro não filosofar para não ter que descobrir que a lógica em certas coisas não existe. Precisamos dela, do controle, para relaxarmos.

"Lógica é o passo seguinte."
Isso quer dizer que são as emoções, de fato, que regem o mundo? Bom, se é eu não sei, mas eu consigo enxergar lógica nisso...

Gostei da idéia da cadernetinha para as 'incursões no mundo das idéias' eu faço isso sem anotar, e ando na rua parecendo uma autista distraída que esbarra em conhecidos e não cumprimenta, e que às vezes nem vê a hora passar. Preciso concretizar mais meu abstrato.

Ai ai...

Viajei...

Beijinho

andré vhs disse...

"Isso quer dizer que são as emoções, de fato, que regem o mundo?"
Talvez, e um talvez bem tímido de minha parte, o que você queira dizer é que podemos perceber que existe certa dose de emoção na frase "Lógica é o passo seguinte.", como um modo de inventar as coisas, uma vez que já temos algo pré-estabelecido, antes da própria lógica. E esse algo pré-estabelecido seria a emoção, um motor eficiente. A lógica seria o conjunto de rodas para esse motor. E no volante estamos nós, com nossas escolhas. Nem sempre guiamos bem a condução, embora ela seja dotada do material necesário e suficiente para andar perfeitamente por bons caminhos.
Se foi isso (ou mais ou menos isso) o que você quis dizer, eu posso até concordar. Pois não acredito que sejam as emoções soltas no ar que governem o mundo. Creio na personificação dos homens e não das emoções, ações, idéias e sentimentos (não acho que sejamos meros instrumentos para a realização destes sentimentos e idéias que ficam como "voando" e entram em nós para que sejamos os executores de seus desígnios- para mim isso parece muito com receber um espírito, ou coisa do gênero).

Como outra questão, qual seria o passo seguinte em direção ao passado? Qual seria a etapa coerente, lógica? Ou, o que haveria antes da emoção? Qual seria o passo anterior?

No enunciado, não me prendi às questões adjacentes, mas à própria lógica.
O fato de haver etapas subseqüentes do pensamento forma uma ordem.
Esta disposição ordenada é natural e demonstra que há ordem na ordem.
Logo, ordem é um imperativo lógico.
Bem, dito isto, só não gostaria que ninguém pensasse que sou positivista, mas a ordem é natural. Mesmo no caos.

Bianca disse...

"E no volante estamos nós, com nossas escolhas. Nem sempre guiamos bem a condução, embora ela seja dotada do material necesário e suficiente para andar perfeitamente por bons caminhos."

Eu não quis dizer que sejamos possuídos por deuses como criam os gregos quando suas ações não eram moderadas ou calculadas...
Quis dizer que nem sempre a razão é responsável por nossas atitudes. Concordando que a lógica a gente procura depois em muitas coisas, até quando a lógica vira sofisma...

Ou não...

Bianca disse...

Talvez eu tenha incoscientemente exigigo (talvez pela lógica) o passo antes do seguinte. Já que o seguinte supõe um precedente.
Uma questão de ordem natural.
É o que você afirma: "ordem é um imperativo lógico."

Na verdade, meu comentário era para dar suporte prático à sua tese... hehe

Beijo

Vil Homem Simples


"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai."(João 1,v. 14)
Sempre existiu algo intangível na Palavra. Mas isso já foi quebrado.